Pular para o conteúdo principal

Quem são os médicos: anjos ou realmente médicos??











SINOPSE

Esta obra apresenta informações de interesse da classe médica e jurídica. Está dividida em quatro partes, sendo a primeira composta por doutrina compilada a partir da dissertação de mestrado da autora. A segunda compõe-se de 128 ocorrências médicas que se transformaram em processos judiciais. Destes são comentados o fato que lhes deu origem e o respectivo julgamento. A terceira parte, fruto da vivência hospitalar da autora, associada à experiência jurídica, contém informações e referências com finalidades profiláticas do erro profissional, de utilidade prática para médicos e advogados. A quarta parte traz a ementa de 271 julgados contemporâneos, não comentados, das áreas cível e penal. Trata-se, pois, de uma obra que se destina tanto a médicos quanto a advogados, bem como a juristas e a estudiosos da área da responsabilidade médica.










O Elo Perdido da Medicina' poderia ser resumido no primeiro mandamento de Hipócrates, a que todo o formando jura honrar por toda a sua vida profissional de médico: primeiro não lesar. Só isso, contudo, ainda que espetacularmente necessário, não tem sido suficiente. A terapêutica, a cura e o próprio relacionamento médico-paciente-arcabouço do sistema de saúde (pública e privada) estão tão longe do ideal quanto mais longe estiverem desse princípio básico. Daí, médico, leigo e profissionais do meio, o conteúdo deste tomo em suas mãos...





SINOPSE

Esta tem por objetivo contribuir para o debate sobre a qualidade do atendimento aos pacientes nas emergências do SUS. O fato de privilegiar as relações entre os agentes das ações faz com que o autor adote como critério de análise da qualidade do serviço a valorização do respeito aos direitos das pessoas, o acolhimento dos usuários por parte dos profissionais da saúde, e a motivação destes profissionais para trabalhar em emergências, buscando satisfazer aos usuários

Comentários