"Morreu lutando contra o câncer".

Não adianta fazer quimioterapia e continuar alimentando o câncer. Nenhum dos 26 médicos que passei, nesses 11 anos de câncer, do melhor até o pior, nenhum fez qualquer recomendação para que eu deixasse de usar açúcar ou alimentos que transforma-se em carboidratos e que proporcionam ambiente para a proliferação da célula adoecida. Nenhum deles também, recomendou uma consulta ao nutricionista como fator primordial. (apenas um, lembro-me perfeitamente, porque a nutricionista era a sua filha, mas não fui porque o plano não paga e porque eu sei pesquisar no Dr. Google).

Ouvi Dr. Lair dizer que, o câncer não é doença, o câncer é apenas um sintoma que diz que algo esta errado com a tua alimentação. Ele também disse que o câncer não aparece de repente, pois ele vem sendo preparado ao longo do tempo por cada um de nós através dos nosso hábitos alimentares.Constatei que estava tudo errado com a maneira que eu me alimentava, apesar dos extremos cuidados que eu dedicava a minha alimentação, eu comia todos os dias o mesmo cardápio há anos. O mais errado era a ingesta de carboidratos. Todos nós devemos deixar essa ameça de lado. Consumir o mínimo, agora para quem tem câncer, tantos os já tratados como quem esta em tratamento, dr. Lair recomenda abandonar o carboidrato. 

Então em janeiro desse ano traçei uma meta: me livrar de carboidratos aos poucos, mais o mais que eu puder. Passados 7 meses, posso dizer que estou por um tris. Consigo passar o dia todo sem carboidratos mas, as vezes é necessário comer três biscoitos salgados no cafe da manhã. 

Logo mais vou expor aqui a minha dieta cetogênica adaptada por mim mesma. Mas, depois de adotar o sol como meu primeiro remédio, eu comprei muitos cocos e passei a usar quatro por dia. 

Ele é o principal ingrediente da dieta cetogênica.
Vejam como é fácil abrir o coco. Minhas ferramentas são duas facas, uma de serra pequena e uma sem serra menor ainda. Dai eu retiro a casquinha, é como se fosse uma tampa de proteção.

depois corto uma parte com a faca de serra e faço o furo com a outra faca. B






bebo a água e para colher o que tem dentro, eu folgo o furinho com a faca firme. Vejam que é muito molinho.










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu endereço eletrônico pra que eu possa enviar resposta.