Infeliz idéia de homenagear a classe médica

Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense teve a infeliz idéia de homenagear a classe medica 


Esse ano de 2011 a Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense teve a infeliz idéia de homenagear a classe medica tão sem cartaz nem prestígio nos dias atuais.

 Imagino que essa escola não queria ganhar, literalmente. É como fazer uma homenagem aos políticos vagabundos do Brasil. A maioria dos médicos, tanto quanto os políticos, precisando de um tratamento de moral, dezenas de comprimidos de vergonha. Visitando o site da escola li uma história linda do percurso da medicina mas, a medicina tomou rumos diferentes, pena que tenha chegado ao ponto que chegou. 

Desde 2006 que luto contra um câncer chamado MÉDICOS e suas asperezas. Pelo menos no Estado da Bahia de Salvador a Feira de Santana, os médicos que cuidaram de mim foram espertalhões (a fora Dra Lívia de Almeida Cruz), visaram o lucro em detrimento a minha saúde. 

 E assim, como jornalista, professora, blogueira, telespctadora dos jornais, assinantes de revistas VEJA e assíduas a clínicas, consultórios e hospitais tenho assistido a derrocada dessa classe tão endeusada pelos idiotas, analfabetos e bobos sem corte e prestigiada pelas pessoas que não raciocinam e entendem a jogada desse canalhas. Espero que a Imperatriz não tenha a infeliz idéia de no próximo ano homenagear os políticos. Literalmente a Imperatriz não queria vencer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu endereço eletrônico pra que eu possa enviar resposta, porém as que não forem encaminhadas é porque os endereços escrito as pressas oou sem cuidado, estao errados