Consultei psicógrafa amiga minha sobre a possibilidade de mantermos intercâmbio após meu desencarne.

Uma amiga da minha mãe, que reside em Recife há alguns anos tornou-se também amiga minha. Nós estamos presentes no orkut uma da outra e mantemos uma esporádica comunicação. Em conversa com outras amigas que estudam o espiritismo como eu, fiquei sabendo que ela desenvolve a psicografia e como estou arrumando minha vida pra o fim dessa e o retorno para a outra, a real, conversei com ela sobre a possibilidade de eu escrever através da sua psicografia após o meu desencarne previsto pra daqui a poucos anos. Preveni para que ela não se adiantasse me taxando de maluca. Ela aceitou dizendo:

QUERIDA, DE MALUCA VC NÃO TEM NADA. Deixar escolhido o que deseja que seja feito ao morrer, não acho nada demais, a pessoa escolhe tudo o que quer em vida e escolher o que deseja após a morte, não tem nada demais. Creio que é porque acham que a pessoa não deve se preocupar com o corpo. Porém convivemos tanto com essa caixa de carne, que acabamos por achar que morremos junto com ela.

Um comentário:

  1. Querida,pesquisando outros assuntos encontrei seu blog,sou Enfermeira,sensível,sem ser piegas,não consegui deixar de ler seus textos,esse sobre psicografia,não tem nada de anormal,pelo contrário,é lúcido e justo,falo sempre com meus filhos de como gostaria que as coisas andassem sem mim,escrevi,e escrevo a cada um deles cartas sobre a vida sem mim(rsrsrsrsr),quem sabe quando partimos??Vc luta contra o câncer,mas a vida é uma caixa de surpresas,quem de nós arrumará as malas mais cedo.Uma amiga ,que luta contra um câncer de mama,me disse:saber que tenho essa doença,é como se Deus falasse"vá arrumando suas malas,devagar,e organize-se melhor,deixando as coisas como vc deseja!",afinal quantos de nós partiremos sem tempo de "fazer as malas?!
    Um grande abraço,
    socorronerys@gmail.com
    Socorro Nerys(Fortaleza-CE)

    ResponderExcluir

Deixe o seu endereço eletrônico pra que eu possa enviar resposta.