Gente encontrei um otimo nanual do Laboratório MERCK. Ótimos textos


Acesse e veja todo o conteudo
Novas Abordagens e Tratamentos Que se Encontram Sob Investigação
Uma nova abordagem de tratamento do câncer é a chamada quimioterapia de dose intensa, na qual são utilizadas doses particularmente elevadas de medicamentos. Essa terapia é utilizada para tratar tumores que retornaram apesar de terem respondido bem durante o primeiro tratamento medicamentoso. Esses tumores já demonstraram sensibilidade à medicação e a estratégia consiste em aumentar acentuadamente a sua dose para destruir mais células cancerosas e, conseqüentemente, prolongar a sobrevida.
Entretanto, a quimioterapia de dose intensa pode causar uma lesão da medula óssea potencialmente letal. Por essa razão, a quimioterapia de dose intensa é comumente combinada com a terapia de resgate, na qual, antes da aplicação da quimioterapia, é realizada uma coleta da medula óssea do indivíduo. Após o tratamento, a medula é retornada ao paciente. Em alguns casos, células-tronco podem ser isoladas de uma amostra de sangue e utilizadas no lugar da medula óssea. Embora ainda encontrem-se em fase de investigação, esses tratamentos têm sido tentados no câncer de mama, no linfoma, na doença de Hodgkin e no mieloma.
Um verdadeiro transplante de medula óssea de um doador com tecido compatível (geralmente um irmão) pode ser realizado após a quimioterapia de dose intensa em indivíduos com leucemia aguda. As complicações incluem a doença do enxerto versus hospedeiro, na qual o tecido transplantado destrói o tecido do hospedeiro.
Novas técnicas de radioterapia (p.ex., radiação com feixes de prótons ou de nêutrons) podem tratar com eficácia certos tumores. Os corantes ativados por radiação e a terapia fotodinâmica também oferecem grandes esperanças.
A imunoterapia utiliza técnicas como os modificadores de respostas biológicas, a terapia com linfócitos assassinos e a terapia humoral (com anticorpos) para estimular o sistema imune do corpo contra o câncer. Essas técnicas têm sido utilizadas no tratamento de uma série de diferentes cânceres como, por exemplo, o melanoma, o câncer de rim, o sarcoma de Kaposi e a leucemia.
Finalmente, uma das mais importantes abordagens terapêuticas possíveis consiste em encontrar drogas que ajudem a evitar o câncer. Os retinóides (derivados da vitamina A) têm-se mostrado efetivos na redução da porcentagem de recorrência de alguns cânceres, especialmente os de boca, de laringe e de pulmão. Infelizmente não foi demonstrado que outros agentes como o beta-caroteno e os antioxidantes similares sejam eficazes na prevenção do câncer.

2 comentários:

  1. Oi, Helena:
    Informei seu blog para uma amiga que quer obter informações sobre o AVELÓS para a mãe dela. Você conhece algum lugar, aqui no Rio, onde se pode comprar essa planta?

    Beijos,

    Denise Considera

    dconsidera@terra.com.br

    ResponderExcluir
  2. j.ss08@hotmail.com quero saber se avelos e amesma cacerina

    ResponderExcluir

Deixe o seu endereço eletrônico pra que eu possa enviar resposta, porém as que não forem encaminhadas é porque os endereços escrito as pressas oou sem cuidado, estao errados